Tudo sobre o Ano Novo Chinês

Photo by Yu Kato on Unsplash

O dia de comemorar o Festival do Ano Novo Lunar (ou Ano Novo Chinês) está chegando: 5 de fevereiro. A data é o feriado mais importante para o povo chinês, marcada por inúmeras festas e celebrações. Mas qual é a sua origem? Descubra agora com o Ibrachina!

A diferença entre as datas de celebração do ano novo no Brasil e na China acontece porque os povos seguem calendários diferentes. Os brasileiros (e a maioria dos países) usam o calendário gregoriano enquanto os chineses seguem calendário próprio. Existem muitas lendas e tradições para explicar a origem do Festival do Ano Novo Chinês. Vamos falar sobre a mais famosa delas: a de “Nian” (年).  

A lenda de Nien

Reza a lenda que “Nian” (年) é um monstro extremamente cruel e feroz, que tem o hábito de se alimentar de pessoas na véspera do ano novo. Para manter Nien afastado, os chineses colam versos em papel vermelho nas portas, acendem as lanternas e queimam fogos de artifício a noite toda.

O animal, que tem medo do vermelho, da luz, do fogo e do barulho, fica assustado e se mantém distante. Quando o dia amanhece, as pessoas fazem a popular saudação “kung-hsi”, ou “parabéns”. Embora a celebração do Ano Novo Chinês dure geralmente alguns dias, começando na véspera do ano novo, o festival pode durar até três semanas.

A lenda do Imperador Jade

O Ano Novo Chinês começa no vigésimo quarto dia do décimo segundo mês lunar. Segundo a crença chinesa, nesta data os deuses sobem ao céu para demonstrar seu respeito e falar de seus assuntos com o Imperador Jade, a mais importante divindade taoísta.

Nas casas, as pessoas prestam suas homenagens a esses deuses queimando papel moeda para garantir as despesas com sua viagem. Outro ritual é esfregar açúcar nos lábios do Deus da Cozinha, outra divindade viajante, para que leve boas notícias ao Imperador Jade. É prática comum colocar rolinhos e quadrados de papel escrito com bênçãos e desejos de boa sorte: os quadrados de papel representam a chegada da primavera e a vinda de novos tempos.

As famílias se reúnem para um jantar e distribuem envelopes vermelhos com “dinheiro da sorte” para os mais velhos e as crianças. Como os brasileiros, os chineses passam a noite acordados aguardando a chegada do ano novo. No outro dia, presta-se homenagens aos antepassados, às divindades e aos membros mais velhos da família.

A Dança do Dragão e do Leão

O momento mais aguardado dos festejos é a Dança do Dragão e do Leão. Eles acreditam que as cabeças dessas feras são capazes de afastar todo mal. A dança tem o objetivo de trazer boa sorte e prosperidade no ano vindouro a para todos os seres da Terra.

O Ano Novo Chinês no Brasil

O Ibrachina e o Instituto Confucius para Negócios da FAAP prepararam uma comemoração na sede da FAAP (R. Alagoas, 903 – Higienópolis-SP) com a presença do grupo Olodum. Acompanhe a programação em nosso site e nas redes sociais.